31/01/2012

Presente de Grego: Traficantes do Rio serão transferidos para Mossoró


Fabiano e Luís Cláudio: de casa luxuosa em Campos do Jordão para a penitenciária de Mossoró
Os traficantes Fabiano Atanázio da Silva, conhecido como "FB", e Luis Cláudio Serrat Correa, o "Claudinho CL", chegam nesta terça-feira ao presídio federal de Mossoró. FB era um dos criminosos mais procurados do Rio de Janeiro e foi preso com o comparsa na sexta-feira passada em Campos do Jordão, em São Paulo. Na extensa lista de crimes de FB, chefe do tráfico em vários morros cariocas, está a queda de um helicóptero, em 2009, quando dois policiais morreram. Ele é integrante do Comando Vermelho (CV), que tem outros 10 presos em Mossoró.
FB havia sido preso em São Paulo com Claudinho CL, numa casa de luxo. Os dois foram transferidos durante o fim de semana para a Penitenciária de Bangu I, no Rio de Janeiro, mas ficaram pouco tempo. O Tribunal de Justiça fluminense divulgou nota no início da noite de ontem, autorizando a transferência dos dois para Mossoró. Segundo o Tribunal, o pedido de remoção imediata foi feito pela Secretaria de Segurança Pública do Rio. A previsão era que os dois fossem trazidos para Mossoró durante a madrugada em um voo de carreira. Por questão de segurança, a hora da chegada não foi divulgada.
A possível vinda do traficante mais procurado do Rio de Janeiro já vinha sendo cogitada desde a  prisão, na semana passada. Apontado pela Polícia Civil fluminense como um bandido de alta periculosidade, a permanência dele numa prisão estadual era considerada um risco. Ele ficou isolado em uma cela individual e sem direito a visitas e a banho de sol. Logo após a prisão dos dois, o secretário de segurança do Rio, José Mariano Beltrame, disse que ia pedir a transferência do traficante para um presídio federal em outro Estado. Ambos se enquadram no perfil dos internos do Sistema Penitenciário Federal.
FB era um dos homens mais procurados pela polícia do Rio. O Disque-Denúncia oferecia R$ 10 mil de recompensa por informações que levassem à prisão do traficante. Conforme reportagem divulgada ontem à noite pelo Globo.com, FB disse que comandou a fuga de traficantes do Conjunto de Favelas do Alemão (maior fuga registrada pela televisão, cujas imagens foram reproduzidas no mundo inteiro), em 2010, hoje ocupadas pelo programa da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). FB disse ainda que continuava a comandar o tráfico de drogas em outras favelas fluminenses.
Ainda de acordo com o site, FB é citado pela secretaria de Segurança como ex-chefe do tráfico de drogas da Vila Cruzeiro. Em 17 de outubro de 2009 ele comandou um ataque ao Morro dos Macacos, também na Zona Norte do Rio, onde traficantes derrubaram um helicóptero da Polícia Militar, matando dois policiais. A matéria afirma ainda que o traficante, segundo a secretaria, foi um dos principais protagonistas de uma onda de atraques a vários pontos do Rio, culminando com a tomada das Forças Policiais ao Complexo do Alemão, em novembro de 2010, que continua ocupado.
FB também foi um dos mentores do sequestro de diplomatas chineses em 2008 e do ataque a policiais da Divisão de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) em novembro de 2009. FB era considerado foragido da Justiça desde 2002, quando estava preso e fugiu após ser beneficiado pelo regime semiaberto. A polícia chegou ao paradeiro de FB, após uma investigação que começou com a descoberta de um sítio em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio, alugado pelo Comando Vermelho (CV), maior facção criminosa do Rio. Ele é apontado hoje como um dos líderes da facção criminosa. 
Encontro de integrantes do Comando Vermelho
FB e Claudinho CL chegam hoje a Mossoró e ficarão instalados no presídio que abriga outros integrantes do Comando Vermelho, maior facção criminosa do Rio de Janeiro. Entre os "colegas" mais ilustres está o traficante Luís Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que está no Rio Grande do Norte desde 2011.
Além de Beira-Mar, o presídio federal de Mossoró abriga outros criminosos que integram o Comando Vermelho e um deles, inclusive, foi indiciado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro como um dos responsáveis ao ataque contra o Morro dos Macacos, em 2010. Na ocasião, um helicóptero da Polícia Militar foi derrubado pelos traficantes e dois integrantes da aeronave morreram. Um terceiro PM ficou em estado grave.
José Benemário de Araújo, mais conhecido como "Mandela", foi indiciado pela Polícia Civil do Rio. Ele está em Mossoró desde março de 2010 para o presídio federal de Mossoró. Ele veio com outros 10 presos, sendo nove deles integrantes do Comando Vermelho, facção que durante muitos anos foi liderada por Beira-Mar.
Na época da investigação do ataque ao Morro dos Macacos, a previsão é que mais de 50 traficantes fossem indiciados, entre eles Benemário.
Além de Benemário, FB, Luís Cláudio e Beira-Mar, todos do Comando Vermelho, estão presos em Mossoró: os irmãos Luiz Carlos Gomes Jardim, o "Luiz Queimado", e Luiz Paulo Gomes Jardim, "Paulinho Madureira"; Antônio Ilário Ferreira, o "Rabicó"; Patrick Salgado Souza Martins, "Patrick do Vidigal"; Ederson José Gonçalves Leite, o "Sam"; Márcio Gomes de Medeiros Roque, "Marcinho do Turano"; Juliano Gonçalves de Oliveira, "Juca"; José Benemário de Araújo; Thiago Rangel da Fonseca, "TH"; Bruno Coutinho, "Brunaldo"; e Edmilson Ferreira dos Santos, "Sassá".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,