02/05/2014

Polícia Civil e Militar prendem dupla acusada de vários assaltos na região de Catolé do Rocha


Por volta das 16h30 desta quinta-feira (01), a Polícia Civil de Catolé do Rocha, tendo a frente o delegado, Dr. Jorge, titular da 18ª Seccional Delegacia, com o apoio da Polícia Militar do 12º BPM, comandada no momento da operação, pelo Tenente Tavares, prenderam na estrada vicinal, nas imediações do sopé da Serra da Água Branca, na estrada que dar acesso ao município de João Dias, no vizinho Estado do Rio Grande do Norte, dois elementos acusados de praticarem vários assaltos nesta região.




Os acusados, João da Silva Barreto, mais conhecido pela alcunha de “SOBRINHO”, 31 anos, solteiro, e Jucier Benvenuto da Silva Sousa, 21 anos, casado, ambos residentes no bairro Tancredo Neves, em Catolé do Rocha. A dupla, que ultimamente vem aterrorizando a população desta cidade, com registro de incidência de roubos e furtos, e com várias passagens pela polícia, aproveitaram o feriado de primeiro de maio, para intensificarem inúmeras ações delituosas.

Segundo informações da polícia, por volta de 15h45, a dupla trafegava numa motoneta Honda Pop 100, nas imediações do Sítio Macaúba, zona Rural de Catolé do Rocha, quando a mesma faltou combustível, e de imediato os meliantes abandonaram a Pop, e abordaram uma vítima que passava pelo local, tomando-lhe de assalto uma motocicleta Honda CG 150 Sport, ano 2014, placa MNF 9734-PB, e em seguida se evadiram do local, com destino aos Sítios Sossego e São Pedro, onde abordaram mais duas pessoas, que trafegavam num veículo, sendo um senhor de 90 e o seu neto, de 30 anos, subtraindo dos mesmos a quantia de R$ 50,00, um aparelho celular, produtos de bijuterias e dois pares de sandália feminina.

Depois de praticarem estes delitos, os acusados tomaram rumo ignorado, momento em que a polícia foi informada e iniciou diligências, localizando os acusados na estrada que liga Catolé do Rocha a João Dias (RN), abordando-os e efetuando as prisões. Segundo as vítimas, a dupla praticava os assaltos usando de violência e ameaças, dizendo que se alguém comunicasse o fato à polícia, eles voltavam e matava a vítima. Os meliantes foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil e entregue as autoridades para as devidas providências cabíveis.

Fonte: Catolé News 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,