03/09/2014

Sejuc descarta exonerações de coordenadora do sistema prisional e diretor de presídio


O secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, Júlio César Queiroz, afastou a possibilidade de exonerar o diretor do presídio Rogério Coutinho Madruga, Osvaldo Rossato Júnior, e a coordenadora da Administração Penitenciária (Coape), Dinorá Simas. Segundo ele, as reivindicações dos presos nesse sentido "são absurdas".
Até a manhã desta quarta-feira (3), a Sejuc não havia recebido formalmente as reivindicações dos presos que estão se negando a receber a alimentação fornecida pelo Estado em oito unidades prisionais do Rio Grande do Norte. No entanto, Júlio César Queiroz afirmou que já teve acesso a três cartas e que as reivindicações "estão muito soltas". Algumas delas sequer serão analisadas pela Sejuc.
"Há cartas para todo gosto. Há algumas coisas que estamos avaliando, especialmente o que tem relação com a parte administrativa da Sejuc, mas há outras incogitáveis. Vou trocar diretor de presídio porque os presos exigem? Trocar a coordenadora (da Administração Penitenciária)? A corregedoria de Justiça vai trocar o juiz de Execuções Penais porque os presos estao exigindo? Isso é impossível", disse Júlio César Queiroz.
Apesar de ainda não haver uma pauta definida sobre reivindicações, a Sejuc disse que outros detalhes relativos à parte administrativa estão sob análise e "faz parte de indicação de equívocos que possivelmente poderiam estar sendo realizados dentro do sistema penitenciário". "Estamos buscando o diálgo, monitorando e queremos entender o que está acontecendo. O que queremos é resolver os problemas", disse.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,