07/05/2015

Polícia Civil prende rapaz que matou o estudante Máximo Augusto

Dupla presa pela Polícia Civil é responsável pela morte do estudante Máximo Augusto
Uma equipe de policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom) prendeu Jean de Araújo Rocha (19 anos), autor confesso da morte do estudante Máximo Augusto (23 anos), na tarde de ontem quarta-feira (06). Além dele, a Polícia Civil também prendeu Erick Jonatha da Silva (25 anos), suspeito pelo crime de receptação do veículo de Máximo.
Segundo o delegado titular da Dehom, Fábio Rogério, Máximo foi para um motel com Jean de Araújo, após às 5:00 horas da manhã de sábado, depois de ter saído de uma boate. Houve uma discussão no quarto relacionada ao encontro casual. Como não houve um acordo de Máximo durante a relação sexual, Jean decidiu matá-lo por enforcamento dentro do motel, usando um lençol. “Após a morte, Jean colocou o corpo dentro do carro e saiu sem destino até encontrar um matagal, em São Gonçalo do Amarante“, disse.
Investigação – “Na segunda-feira (04), começamos a investigar e ouvir as testemunhas que viram Máximo pela última vez, as amigas, o segurança da boate e o recepcionista do motel. Com o aparecimento do veículo, começamos a seguir uma linha de investigação para descobrir quem teria tido acesso às partes que foram retiradas do veículo (ar condicionado e direção hidráulica)”, detalhou o delegado titular da Dehom, Fábio Rogério.
Foi descoberto que Jean repassou o veículo de Máximo, ainda no sábado, para um outro homem, com o intuito de se livrar do objeto usado no crime. O veículo foi parar nas mãos de Erick Jonatha que faria a intermediação da venda das peças do carro. A Polícia prendeu Erick primeiramente no bairro Planalto e com as informações passadas por ele, a Dehom chegou até Jean de Araújo, que foi preso em Pitimbú. Na casa de Jean, a Polícia Civil encontrou vários aparelhos celulares e relógios.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,