29/08/2014

Vivendi rejeita proposta da TIM e negocia GVT com a Vivo

O Conselho de Supervisão da gigante de mídia francesa Vivendi informou ontem, em Paris, que entrará em negociações exclusivas com a Vivo, controlada pela Telefonica, pela venda da GVT no Brasil. A decisão representa um revés para a TIM Brasil, que disputava com a multinacional espanhola. As propostas das duas companhias telefônicas brasileiras, TIM e Vivo, pela GVT no Brasil haviam sido formalizadas aos diretores da Vivendi na segunda-feira, 25.
Segundo comunicado da companhia francesa, a proposta da TIM Brasil previa 7 bilhões de euros, mas apenas 1,7 bilhão de euros em numerário. A maior parte seria paga em títulos da Telecom Italia Mobile, 16% do capital e 21,7% das ações com direito a voto, e da própria TIM Brasil, que repassaria à Vivandi 15% de suas ações. A oferta expiraria em 20 de setembro, mas foi considerada menos atraente pelos executivos de Paris.
Já a oferta da Vivo soma 7,45 bilhões de euros, parte em numerário - 4,66 bilhões de euros. O restante deve ser pago parte em ações da Telefonica Brasil, que lhe repassará 12% do capital, e parte em 5,7% do capital e de 8,3% das ações com direito a voto da Telecom Italia em poder da empresa espanhola. Essa oferta era mais urgente: expirava hoje. “Aos olhos da estratégia do grupo e no melhor interesse de seus acionários, o Conselho de Supervisão decidiu entrar em negociações exclusivas com a Telefonica”, informou o comunicado distribuído pela Vivendi. A empresa destaca, porém, “a pertinência e a qualidade da oferta da Telecom Italia”.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,