21/08/2015

Operação “Dama de Espadas”: Prisão da procuradora-geral é para que ela não interfira nas investigações

A procuradora-geral da Assembleia Legislativa, Rita das Mercês Reinaldo, e sua assessora Ana Paula Macêdo de Moura continuam presas preventivamente. Segundo o MP à Tribuna do Norte, elas ficarão detidas porque podem interferir nas investigações, já que Rita seria a mentora do esquema, enquanto Ana Paula tentou destruir provas na manhã de hoje.
As duas estão prestando depoimento na sede da Procuradoria do Patrimônio Público e, em seguida, serão encaminhadas para o sistema penitenciário.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,